A loucura da ambição e a busca do sucesso – Osho

Todas as culturas e todas as religiões o condicionam a sentir-se negativo a respeito de si mesmo.
Nenhuma pessoa é amada ou apreciada por ser ela mesma.
Você é solicitado a provar se tem algum valor: ganhe medalhas de ouro nas competições esportivas, obtenha sucesso, dinheiro, poder, prestígio, respeitabilidade.
Prove o seu valor!
Seu valor não é intrínseco – foi isso que lhe ensinaram
Seu valor tem de ser provado.
Daí resulta um grande antagonismo, um sentimento arraigado de que “não tenho valor do modo como sou – a não ser que se prove o contrário”.

Continuar lendo A loucura da ambição e a busca do sucesso – Osho

Por que desejamos ser famosos? – Krishnamurti

Pergunta: Por que desejamos ser famosos?

Krishnamurti : Por que vocês acham que desejam a fama? Posso explicar, mas no final talvez desistam da vontade de ser famosos. Vocês desejam ser famosos porque todos à sua volta nesta sociedade desejam ser famosos. Os pais, os professores, o guru, o iogue — todos querem ser famosos, e vocês também. Vamos pensar juntos a respeito. Por que as pessoas desejam ser famosas?

Em primeiro lugar, porque é lucrativo ser famoso, lhes dá muito prazer, não é? Se forem conhecidos em todo o mundo, se sentirão muito importantes, o que lhes dará um senso de imortalidade. Vocês desejam ser famosos, querem ser conhecidos e comentados em todo o mundo porque, no íntimo vocês não são ninguém. Em seu âmago não há riqueza, não há nada, mas se forem ricos internamente, então, ser ou não conhecido não terá importância.

Ser rico internamente é muito mais trabalhoso do que ser rico e famoso na superfície; é preciso muito mais cuidado e atenção. Se vocês tiverem um pouco de talento e souberem como explorá- lo, serão famosos, mas a riqueza interna não é acumulada dessa maneira. A mente precisa compreender e afastar as coisas que não são importantes, como a fama. A riqueza interior implica ficar só; mas o homem que deseja ser famoso tem medo de ficar só, porque depende da bajulação e da aprovação de outros.

Pergunta: Porque buscamos a fama?

Krishnamurti : Já pensaram a respeito? Desejamos ser famosos como escritor, poeta, pintor, político, cantor. Por quê? Porque realmente não gostamos daquilo que fazemos. Se amássemos cantar, pintar ou escrever poemas — se realmente amássemos —, não estaríamos preocupados se somos famosos ou não. Desejar ser famoso denota mau gosto, é trivial, estúpido, sem significado. Mas, como não gostamos do que fazemos, desejamos nos enriquecer com a fama. A educação atual é apodrecida porque nos ensina a amar o sucesso, e não aquilo que estamos fazendo. O resultado tornou-se mais importante do que a ação. Sabem, é bom esconder o próprio brilhantismo, ser anônimo, amar o que está fazendo e não se mostrar. É bom ser gentil sem aparecer. Isso não lhes trará a fama, não fará com que sua fotografia saia nos jornais. Os políticos não baterão à sua porta. Vocês serão somente seres humanos criativos vivendo anonimamente, e nisso há riqueza e grande beleza.

Krishnamurti no livro Pense Nisso